ptenes

Como forma de conscientização quanto ao Dia da Luta Antimanicomial, o Curso de Psicologia, em parceria com os cursos de Estética e Cosmética e Nutrição, realizou na quinta-feira, 18 de maio, uma programação especial abordando o passado excludente e desumano dos manicômios e como hoje são envolvidos aqueles que possuem algum transtorno mental.
 
A programação iniciou logo pela manhã com oficinas e atividades voltadas ao bem-estar social de atendidos pelos CAPS - Centro de Atenção Psicossocial. O Curso de Nutrição fez avaliação nutricional e deu dicas de alimentação saudável para os participantes e o Curso de Estética e Cosmética ofereceu massagem relaxante, limpeza de pele e orientações sobre beleza e autoestima. No período da tarde, houve sessão de cinema comentado com análise do filme Nise - O coração da loucura, que remonta a história real da Dra. Nise da Silveira, uma psiquiatra que iniciou o processo de humanização de pacientes com esquizofrenia substituindo o eletrochoque e a lobotomia pelo amor e pela arte.
 
A Luta Antimanicomial é um movimento de combate aos maus tratos e desumanidades enfrentadas por pacientes em antigos tratamentos nos manicômios. Hoje, ela serve de alerta para que práticas realizadas durante décadas não voltem a acontecer.
 
A abertura oficial do evento contou com a presença do Presidente da FCTE e vice-reitor da UninCor, professor Marcelo Junqueira Pereira, o Coordenador do Curso de Psicologia, professor Jesus Monteiro, o Secretário Adjunto da Secretaria de Saúde de Três Corações, Rachid Gadbem Neto e da Coordenadora da Saúde Mental no município, Iracema Amorim. "Estamos completando 29 anos de luta antimanicomial que trata da não hospitalização, em favor de pensar uma saúde de forma aberta, cooperativa e que dê autonomia ao paciente", comentou o Coordenador Jesus Monteiro.
 
As atividades contaram ainda com Mesa Redonda "Um debate sobre a Saúde Mental" com os profissionais do CAPS AD, psiquiatra Luiz Antônio Mendes Moreira, psicólogo Lúcio Ferreira Penha e a terapeuta ocupacional Barbara Lomeu Campo, com mediação da psicóloga clínica Fernanda Cristina da Silva Moura, da ONG Vidação. Em seguida teve uma Roda de Conversa com a Professora Fabíola Procópio Sarrapio, a Funcionária do Antigo Hospital Psiquiátrico de Barbacena, Francisca Moreira dos Reis e mediação da estudante de Psicologia Kamila Carla. "Nós envolvemos diversos cursos de forma multidisciplinar, profissionais, pacientes e familiares e poder público como forma de ampliar a discussão sobre a atenção psicossocial seguindo a lógica da reforma psiquiátrica. Estes encontros são fundamentais para criar condições de uma saúde libertária, e não de aprisionamento", acrescentou o Coordenador.