ptenes

livro chuvas extremas 2No dia 2 de setembro, foi realizada a cerimônia para lançamento de nove livros da Editora Ufla (Universidade Federal de Lavras), no anfiteatro Magno Antonio Patto Ramalho (Ramalhão), localizado no Departamento de Biologia. O livro Chuvas extremas no Brasil: modelos e aplicações, de autoria do professor Luiz Fernando Coutinho de Oliveira possui um capítulo intitulado: Séries Históricas e análise de distribuição de frequência de precipitações máximas foi escrito pelo autor, em parceria com a professora, Camila Silva Franco, da Ufla e a professora e coordenadora adjunta do Mestrado Profissional Sustentabilidade em Recursos Hídricos da UninCor, Rosângela Francisca de Paula Vitor Marques. Na ocasião foi realizada a apresentação do livro e a apresentação dos autores.

A obra, que vem preencher lacuna existente no campo da Hidrologia, quando se trata de estudos hidrológicos relativos às chuvas extremas e suas relações de IDF no nosso Brasil, se refere ao estudo e caracterização de chuvas extremas, ou chuvas intensas, que têm distribuição irregular, temporal e espacialmente. Do conjunto de dados de precipitação, obtidos em redes de estações (tanto pluviométrica, quanto pluviográfica), são extraídas as chuvas extremas para determinada região. Com esses dados é possível gerar a distribuição temporal e espacial dessas chuvas. A partir desse conhecimento, podemos realizar estudos para prever eventos que causam prejuízos, como erosão do solo, inundações, transporte de sedimentos e problemas relativos à segurança de reservatórios e de áreas urbanas.

O autor desenvolve os temas principais e correlatos levando o leitor a surpreendentes descobertas de modo diferenciado ao de outras obras que abordam a mesma temática, mas de forma, às vezes, segmentada. O livro está organizado em sete capítulos que, além da introdução ao tema, abrange o estudo de: Precipitação pluvial; Séries históricas e análise de frequência de precipitações máximas; Modelos matemáticos de chuvas intensas; Determinação da intensidade de precipitação máxima média; Relações Intensidade, Duração e Frequência (IDF), em que o autor apresenta os mapas de chuvas intensas para o Brasil; e finaliza com o capítulo específico de aplicações da temática estudada.

O último capítulo, Aplicações, é o alicerce da obra, pois ali são realizados estudos de caso aplicados à situação real de diversas localidades, levando o leitor ao completo entendimento da complexa temática abordada. Os exercícios resolvidos motivam o acadêmico na sequência do estudo. O encadeamento da escrita preconiza, de maneira lógica e sequencial, o conhecimento científico sólido se seguir o texto conforme exposto e proposto.

livro chuvas extremas