ptenes

O 'I Encontro Para Constituição da Rede Nacional de Formação em Educação Social e Prisões' debateu a educação como ferramenta para a ressocialização de detentos

A reitora da UninCor, Gleicione Aparecida Dias Bagne de Souza, participou, nesta semana, do I Encontro Para Constituição da Rede Nacional de Formação em Educação Social e Prisões, realizado no auditório da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de São João Del Rei. O encontro abordou os desafios de fomentar a ressocialização dos detentos por meio da educação e contou com a participação de representantes de diversas instituições de ensino de Minas Gerais e São Paulo. A UninCor foi a única universidade do Sul de Minas a participar da iniciativa.

Apac

O encontro, que ocorreu nos dias 11 e 12 de fevereiro, teve o objetivo de sistematizar conhecimentos sobre a educação em prisões, com base no paradoxo criado pela própria APAC, e criar bases para constituição da rede nacional de formação em educação social e prisões. Durante o evento, estudiosos que atuam diretamente com a construção de ambientes prisionais que promovam a educação e a formação de profissionais, puderam debater e trocar experiências.

"Para a UninCor, participar desse encontro foi muito enriquecedor, pois também acreditamos que a educação é a principal porta para a ressocialização, já que atua diretamente na autoestima do indivíduo. Por meio de projetos pioneiros, como a remição pela leitura – que propõe a diminuição da pena de detentos através de atividades de leitura e redação – é possível fazer o resgate do ser humano, tornando-o habilitado para ser novamente inserido ao mercado de trabalho. E a universidade é importante nesse processo, por meio da oferta de capacitação profissional”, avalia a reitora.