Sobre a CPA

O que é?

mascote cpa

A realização de uma sistemática de avaliação na Universidade Vale do Rio Verde - UninCor busca elementos para a melhoria e aperfeiçoamento do desempenho da instituição a partir de uma ação democrática, participativa e transparente. Nesta direção a autoavaliação deve ser entendida como um processo contínuo, geral e, ao mesmo tempo, específico, integrado e permanentemente critico de seus próprios fundamentos teóricos e de seu enfoque prático. É, pois, uma atividade intrínseca ao processo de planejamento e um instrumento de gestão, que deve permitir o realinhamento permanente dos seus rumos na direção da sua função social.

O SINAES, com o objetivo de assegurar o processo nacional de avaliação das instituições de Educação, recomenda que a avaliação funcione como instrumento, para melhorar a qualidade da educação superior, quanto à expansão da oferta de vagas; O aumento permanente da eficácia institucional; O aumento permanente da efetividade acadêmica e social; A promoção do aprofundamento dos compromissos e responsabilidades sociais da instituição.

A UninCor tem entre suas prioridades, a melhoria da qualidade do ensino superior e  para tanto, é necessária uma avaliação global da Instituição identificando as suas potencialidades e fragilidades, contribuindo assim para o aprimoramento da prática pedagógica e administrativa. A Avaliação Institucional, nessa perspectiva, deve ser entendida como um processo contínuo de crescimento, voltada para o seu significado mais elevado que é a promoção do aperfeiçoamento.

Pretende-se avaliar o ensino, a pesquisa, a extensão, a responsabilidade social, o desempenho dos alunos, a gestão da instituição, o corpo docente, as instalações e vários outros aspectos. Sendo este, um sistema de avaliação global e integrada das atividades acadêmicas, composto por três processos diferenciados: Avaliação das Instituições de Educação Superior (AVALIES); Avaliação dos Cursos de Graduação (ACG) e Avaliação do Desempenho dos Estudantes (ENADE).

São processos contínuos, mas desenvolvidos em momentos distintos. Abordam dimensões e indicadores específicos com o objetivo de identificar as potencialidades e insuficiências dos cursos e instituições, promovendo a melhoria da sua qualidade e relevância bem como a formação dos alunos, fornecendo à sociedade informações sobre a Educação Superior.

            A proposta de elaboração do Projeto de Autoavaliação da UninCor está baseada na Lei 10.861, de 14 de abril de 2004, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), sendo organizados em cinco eixos que inclui as dez dimensões de Avaliação orientadas INEP/MEC:

Eixo 1 : Planejamento e Avaliação Institucional

- Planejamento e avaliação, especialmente dos processos, resultados e eficácia da autoavaliação institucional. Analisa o planejamento e avaliação como instrumentos integrados, elementos de um mesmo processo, partícipes da gestão da Educação Superior. Esta dimensão está na confluência da avaliação, como processo centrado no presente e no futuro institucional, a partir do balanço de fragilidades, potencialidades e vocação institucional.

Eixo 2: Desenvolvimento Institucional

- A missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Identificar se as propostas constantes do PDI contribuirão para o cumprimento da missão da UninCor em termos de finalidade, compromissos, vocação e inserção regional e/ou nacional.

- A responsabilidade social da instituição, considerada especialmente no que se refere a sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural. Esta dimensão contempla o compromisso social da instituição enquanto portadora da educação como bem público e expressão da sociedade democrática e pluricultural, de respeito pela diferença e de solidariedade.

Eixo 3: Políticas Acadêmicas

- Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas formas de operacionalização, incluídos os procedimentos para o estímulo ao desenvolvimento do ensino, à produção acadêmica e das atividades de extensão. A análise desta dimensão verificará a explicitação e o desenvolvimento das políticas de formação acadêmico-científica, profissional e cidadã, de construção e disseminação do conhecimento, de articulação interna, que favorece a iniciação científica e profissional de estudantes, os grupos de pesquisas e o desenvolvimento de projetos de extensão.

- A comunicação com a sociedade - Busca identificar as formas de aproximação efetiva entre a UninCor e a sociedade - formas de participação da comunidade na vida acadêmica, comprometimento da Instituição com a melhoria das condições de vida da comunidade, ao repartir com ela o saber que produz e as informações que detém.

- Políticas de atendimento aos discentes. Analisa as formas com que os estudantes estão sendo integrados à vida acadêmica e aos programas através dos quais a UninCor busca atender aos princípios inerentes à qualidade de vida estudantil.

Eixo 4: Políticas de Gestão

- As políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e do corpo técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e suas condições de trabalho. Esta dimensão analisa as políticas e os programas de formação, aperfeiçoamento e capacitação do pessoal docente e técnico-administrativo, associando-os com os planos de carreira condizentes com a magnitude das tarefas a serem desenvolvidas e com condições objetivas de trabalho.

- Organização e gestão da instituição, especialmente o funcionamento e a representatividade dos colegiados, sua independência e autonomia, em relação à Mantenedora e a participação dos segmentos da comunidade acadêmica, nos processos decisórios. Avalia os meios de gestão, para cumprir os objetivos e projetos institucionais, a qualidade da gestão democrática, em especial nos órgãos colegiados, as relações de poder entre estruturas acadêmicas e administrativas e a participação nas políticas de desenvolvimento e expansão institucional.

- Sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da Educação Superior. Avalia a capacidade de gestão e administração do orçamento e as políticas e estratégias de gestão acadêmica com vistas à eficácia na utilização e na obtenção dos recursos financeiros necessários ao cumprimento das metas e das prioridades estabelecidas.

Eixo 5: Infraestrutura Física

- Infraestrutura física, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação. Analisa a infraestrutura da Instituição, relacionando-a com as atividades acadêmicas de formação, de produção e disseminação de conhecimentos e com as finalidades próprias da Fundação Comunitária Tricordiana de Educação.

A Avaliação Institucional só terá sentido e apresentará resultados se for movida por um esforço solidário e comprometido de toda a comunidade acadêmica, que deverá incorporá-la à cultura institucional. Não se trata de opor avaliadores e avaliados, mas de avaliar a Instituição na sua totalidade.

A UninCor acredita que uma sistemática de avaliação interna deve ser entendida como um mecanismo que propicie e disponibilize informações para melhorar o seu desempenho acadêmico, garanta a eficiência administrativa e, por esse caminho, ajude na manutenção da Universidade como espaço público. Com esse entendimento, a UninCor chama a atenção para o significado público da educação desenvolvida pelas instituições superiores de ensino. Nesse contexto, a avaliação insere-se num campo mais amplo do que o de um trabalho isolado junto aos segmentos que sustentam a Universidade – corpo docente, discentes e técnicos, bem como junto ao seu entorno.

            A formalização desta proposta de autoavaliação da Universidade Vale do Rio Verde - UninCor estrutura-se em quatro etapas interligadas:

1- A primeira apresenta uma contextualização da universidade ao longo dos seus 50 anos.

2- A segunda justifica a necessidade da instituição de redimensionar o seu projeto de avaliação, sendo parte integrante do SINAES.

3-  A terceira etapa indica as ações a serem desenvolvidas, o tempo previsto para cada, os procedimentos de trabalho para concretização da proposta realçando as estratégias para envolvimento das instâncias e sujeitos da proposta.

4- A quarta etapa compreende a elaboração do relatório geral da avaliação, sua apresentação e discussão com a comunidade acadêmica e a publicação da tomada de decisões visando à correção e ao aperfeiçoamento do seu projeto institucional.

            Essa proposta pode ser revista, ampliada e modificada conforme as necessidades apontadas, durante a sua execução e, principalmente, em decorrência das decisões relativas à utilização dos seus resultados.

Para a UninCor, a principal mudança está no fato de que a avaliação não é mais imposta de fora para dentro da instituição, nem de cima para baixo e também não pode ser vista como uma atividade complexa, somente realizada por especialistas e em ocasiões pré-fixadas. Avaliar faz parte do dia a dia da UninCor e de toda a comunidade acadêmica.

Objetivos da Avaliação:

-Consolidar um processo de Avaliação Institucional na UninCor construído por toda a comunidade acadêmica, que seja capaz de fornecer subsídios de caráter político, acadêmico e administrativo, possibilitando uma reflexão e revisão dos programas, ações e diretrizes desenvolvidas na Instituição.

- Sensibilizar a comunidade acadêmica da necessidade de autocrítica e participação voluntária e significativa no processo de avaliação;

- Verificar a atual situação do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão na UninCor através de um processo de autoavaliação com transparência e participação da comunidade acadêmica

- Estimular o aumento progressivo do percentual de participação voluntária da comunidade acadêmica no processo de avaliação intensificando a sensibilização.

- Verificar as potencialidades e fragilidades da universidade junto à comunidade interna e a sociedade em geral de forma a permitir o constante reordenamento das ações da UninCor.

- Verificar o cumprimento das metas propostas no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2014/2018.